O café e sua história que desperta paixões

 In Cultura

O Café

Para alguns, um hábito do agitado dia a dia. Para outros, um prazer solitário ou com amigos. Mas é fato não poder negar que este ritual, frenética ou vagarosamente saboreado, é um prazer. Segundo o IBGE (2015), 79% dos brasileiros tomam café. A média é de quatro xícaras ao dia: dose normalmente recomendada pelos nutricionistas.

Em consumo mundial estamos em segundo lugar, atrás apenas dos Estados Unidos. Nosso famoso queridinho, tão tradicional para nós há tantas gerações e um dos símbolos nacionais, surpreendentemente não tem sua origem no Brasil.

Há algumas diferentes hipóteses milenares sobre o início do feitio da bebida. A planta café é originária da região montanhosa que vai da Etiópia até a Palestina, no norte da África, sendo consumida como uma espécie de chá desde Maomé, Rei Davi e Rei Salomão. Mais tarde, o café foi cultivado e consumido amplamente pelos árabes, propagando a cultura do café preparado com água fervente. A bebida preta revigorante com seus grãos torrados permitia aos alquimistas ficar acordados até mais tarde. Depois, tornou-se a bebida predileta dos cristãos, substituta do álcool. Chegou na Europa no século XIV.

Atualmente, o café é reconhecido como benéfico à saúde, em doses moderadas, por ser um estimulante ao cérebro, energético e que pode prevenir doenças como diabetes tipo 2, a gota, os cálculos biliares, o câncer de próstata, o mal de Alzheimer, a cirrose, e até mesmo a depressão. Os jovens substituem o consumo de café normalmente por bebidas artificiais e nem tão benéficas quanto ele, como refrigerantes, energéticos e isotônicos.

São variadas qualidades de grãos, processos de torrefação, de cafeteiras e cafeterias, cada qual buscando o sabor mais presente, encorpado e equilibrado: do familiar pingado ao macchiato (café com leite típico italiano, tratando-se de um café expresso misturado a uma pequena quantidade de leite quente com espuma). Em seu sucesso mundial, o café brasileiro só não é mais exportado que o colombiano.

Expresso ou coado, na cafeteira ou no bule tradicional, gourmet ou na padaria com um pãozinho logo cedo, sua presença na vida da maioria das pessoas é garantida e bem-vinda para ser harmonizado e degustado da forma mais simples à mais sofisticada.

 

Leia também: A origem dos restaurantes

Recent Posts

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Contate-nos

Responderemos o mais breve possível.

Start typing and press Enter to search

Alimentos orgânicos - Conichef